Estética, criação e paródia (Portuguese Edition) by Luís Carmelo

By Luís Carmelo

Neste livro debatemo-nos com três projectos modernos, entendidos como formas de codificar a acção e o discurso. A estética enquanto leitura específica do mundo, a criação como afirmação subjectiva e a paródia enquanto prática discursiva. Partimos do princípio que a dupla ‘ciência – arte’ faz parte essencial destes projectos e da perspectiva que vai sendo traçada, no Ocidente, a partir de meados de setecentos. A ciência e o mundo experimental dependendo dos factos e da realidade, a criatividade artística e estética criando factos e gerando realidade. Este entrosar de natureza essencialmente inventiva, ainda que mais ou menos referencial, sucede às teo-semioses que entendiam o universo com um dado adquirido e (sempre e já) por si explicado. Dois modos de significar a vida que se cruzam lentamente e que espelham o modo como o homem se vai impondo como sujeito criador ao longo da modernidade.

Contudo, as primeiras teorizações da arte e da estética e posteriores aprofundamentos (associados a aspectos como a criação, a inspiração, a imaginação, etc.) mantiveram um vínculo profundo (por vezes invisível) com formas espirituais de significar o mundo. Para C. Baudelaire, a conquista do belo – o primeiro grande elemento da estética – continua a situar-se na linha da ancestral “cultura da promessa” , do mesmo modo que, para W. Kandisky, a consciência da criação artística é uma “operação” associada ao “novo Reino do Espírito” . Este é um tema capital que perseguiremos neste livro, sobretudo na sua primeira parte, e que se desdobrará, depois, à fundação da própria estética no séc. XVIII, às codificações românticas e a várias outras consideradas relevantes (I. Kant, G. Hegel, M. Heidegger, etc.).

Na segunda parte do livro analisaremos algumas noções de criação artística (incluindo o seu legado gnóstico), para além de outras ideias contíguas, como são o “génio” de I. Kant e a renovação pressuposta pelo “acto criativo” de M. Duchamp (um dos porta-vozes de um conjunto de inovações do séc. XX no campo da criatividade artística, nomeadamente o papel do público, as funções da criação enquanto processo e sobretudo a abertura ao estético traduzida através de um conjunto de relações construtoras que ligam o artista ao mundo). Na terceira parte, passaremos para o nível dos discursos, colocando, por um lado, em evidência as práticas intertextuais e paródicas, centrais na cultura do séc. XX e na actualidade, e, por outro lado, analisando a morfologia e a génese de uma linguagem moderna que se tornou no símbolo maior do século passado: o cinema.

Show description

Read or Download Estética, criação e paródia (Portuguese Edition) PDF

Best aesthetics books

The Orchestration of the Arts — A Creative Symbiosis of Existential Powers: The Vibrating Interplay of Sound, Color, Image, Gesture, Movement, Rhythm, Fragrance, Word, Touch (Analecta Husserliana)

Whatever the subject material, our stories are regularly trying to find a feeling of the common within the particular. Drawing, etchings and work are a fashion of speaking principles and feelings. the major be aware this is to speak. no matter if the viewers sees the paintings as arduous or poetic is determined by the artistic genius of the artist.

Gilles Deleuze and the Ruin of Representation

Dorothea Olkowski's exploration of the philosophy of Gilles Deleuze clarifies the talented French thinker's writings for experts and nonspecialists alike. Deleuze, she says, comprehensive the "ruin of representation," the entire overthrow of hierarchic, natural suggestion in philosophy, politics, aesthetics, and ethics, in addition to in society at huge.

Cognitive Media Theory (AFI Film Readers)

Around the academy, students are debating the query of what bearing medical inquiry has upon the arts. the most recent addition to the AFI movie Readers sequence, Cognitive Media conception takes up this query within the context of movie and media reviews. This selection of essays via across the world well-known researchers in movie and media stories, psychology, and philosophy deals movie and media students and complex scholars an creation to modern cognitive media theory—an method of the research of various media types and content material that attracts upon either the equipment and motives of the sciences and the arts.

Groove: A Phenomenology of Rhythmic Nuance

Written by means of an skilled drummer and thinker, Groove is a bright and intriguing learn of 1 of music's such a lot imperative and comparatively unexplored features. Tiger C. Roholt explains why grooves, that are cast in music's rhythmic nuances, stay hidden to a few listeners. He argues that grooves aren't graspable during the mind nor via mere listening; really, grooves are disclosed via our physically engagement with track.

Extra info for Estética, criação e paródia (Portuguese Edition)

Example text

Download PDF sample

Rated 4.73 of 5 – based on 5 votes

admin